Marca do CREA-PA para impressão
Disponível em <https://creapa.org.br/crea-pa-firma-cooperacao-tecnica-com-adepara/>.
Acesso em 29/02/2024 às 11h47.

CREA-PA firma cooperação técnica com Adepará

Com o termo, o CREA-PA terá ao sistema SIAPEC 3.0 com os produtos agrotóxicos cadastrados pela Agência de Defesa, assim como a Adepará poderá acessar o sistema de emissão de receituários agronômicas do Crea.

26 de abril de 2023, às 11h34 - Tempo de leitura aproximado: 1 minuto

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Pará assinou, nesta terça-feira, 25 de abril, o Termo de Cooperação Técnica com a Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará) para a fiscalização do comércio, do uso e das empresas prestadoras de serviços da cadeia de agrotóxicos em todo o território paraense. A parceria também garantirá a troca de informações técnicas entre as partes para aumentar ainda mais as ações.

Com o termo, o CREA-PA terá ao sistema SIAPEC 3.0 com os produtos agrotóxicos cadastrados pela Agência de Defesa, assim como a Adepará poderá acessar o sistema de emissão de receituários agronômicas do Crea.

“Existem instituições como o Crea e a Adepará que trabalham diretamente com a Engenheira, então precisamos estar juntos para que sejam executados trabalhos efetivos e que ofereça seguridade a sociedade. Nós vamos trabalhar primeiro internamente, parametrizando os nossos sistemas, e posteriormente iremos juntos realizar ações de fiscalizações no Estado”, destacou a Eng. Civil e presidente do Crea, Adriana Falconeri.

Para o gerente do programa de agrotóxicos da Adepará, Luiz Guamá, o acesso ao sistema vai melhorar ainda mais a qualidade da fiscalização. Além de poder monitorar os municípios que mais utilizam agrotóxicos, como estão sendo usados, quais produtos estão usando mais, dando oportunidade para a Agência de Defesa ter um retrato mais nítido do uso de agrotóxicos no Estado.

A promotora e coordenadora do Centro de Apoio Operacional Cível, Processual e do Cidadão Ângela Maria Balieiro, do Ministério Público do Estado do Pará (MPPA), que também coordena o Fórum Paraense de Combate aos Impactos de Agrotóxicos, participou do ato de assinatura.

Além da presidente do Conselho, engenheira Adriana Falconeri, a reunião contou com a presença da vice-presidente, engenheira Elizene Sarmento, do engenheiro Danilo Begot, da agrônoma Layse Goretti e do gerente de fiscalização, Kleber Souza.