Marca do CREA-PA para impressão
Disponível em <https://creapa.org.br/crea-pa-visita-usina-hidreletrica-de-belo-monte-em-altamira/>.
Acesso em 14/07/2024 às 02h19.

CREA-PA visita Usina Hidrelétrica de Belo Monte, em Altamira

De acordo com a inspetora Maria Luara, a visita faz parte de um plano de ações do CREA-PA, que visa fiscalizar e verificar o funcionamento dos serviços técnicos dos grandes empreendimentos nos municípios paraenses. “A ideia é orientar sobre a importância de ter profissionais habilitados responsáveis por intervenções e manutenções dos equipamentos”, disse.

31 de março de 2023, às 8h34 - Tempo de leitura aproximado: 1 minuto

Na manhã desta quinta-feira, 30 de março, o agente fiscal, Laércio Anastácio, e a inspetora chefe, engenheira florestal Maria Luara, realizaram uma ação de fiscalização na Usina Hidrelétrica de Belo Monte, em Altamira-PA.

Durante a visita, a equipe foi recebida pelo Coordenador de Operação da Norte Energia, engenheiro civil Marcos Constantin, que acompanhou os fiscais mostrando os setores do comando central, galeria elétrica, área de montagem, poço da turbina, piso do gerador e tomada d’água.

De acordo com a inspetora Maria, a visita faz parte de um plano de ações do CREA-PA, que visa fiscalizar e verificar o funcionamento dos serviços técnicos dos grandes empreendimentos nos municípios paraenses. “A ideia é orientar sobre a importância de ter profissionais habilitados responsáveis por intervenções e manutenções dos equipamentos”, disse.

BELO MONTE

Com capacidade instalada de 11.233,1 megawatts (MW) de potência e geração média anual de 4.571 MW, a UHE Belo Monte é a maior usina hidrelétrica 100% brasileira. Conta com dois reservatórios, o principal está localizado na própria calha do rio Xingu. Esse reservatório atinge os municípios de Altamira, Vitória do Xingu e Brasil Novo. O segundo reservatório é o  Intermediário, que está localizado entre os braços da Volta Grande, no município de Vitória do Xingu. Os dois reservatórios possuem área total de 478 km². A energia gerada pela UHE Belo Monte é destinada ao Sistema Interligado Nacional (SIN) por meio de cinco linhas de transmissão. Essa energia é comercializada da seguinte forma: 70% no mercado regulado para 17 estados, 10% para autoprodutores e 20% para o mercado livre.