Marca do CREA-PA para impressão
Disponível em <https://creapa.org.br/numero-de-acoes-de-fiscalizacao-cresce-no-primeiro-trimestre-de-2023/>.
Acesso em 19/05/2024 às 06h01.

Número de ações de Fiscalização cresce no primeiro trimestre de 2023

Em 2023, já somamos cerca de 2.539 fiscalizações, somente no primeiro trimestre do ano. São 894 ações além das que alcançamos no exercício inteiro de 2022 (1645 fiscalizações).

4 de abril de 2023, às 12h28 - Tempo de leitura aproximado: 1 minuto

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Pará está trabalhando incansavelmente em busca de um Conselho mais prático, tecnológico e perto de seus profissionais.

Em 2023, já somamos cerca de 2.539 fiscalizações, somente no primeiro trimestre do ano. São 894 ações além das que alcançamos no exercício inteiro de 2022 (1645 fiscalizações).


“O número das fiscalizações aumentou. Temos uma nova gestão que soube gerir os anseios dos fiscais, criando formas de motivar ações e trabalhos que resultassem no aumento da produtividade. Com a frequência mais constante do CREA-PA nos interiores, a população entende e valoriza o real objetivo do conselho, que é defender a sociedade. Dessa forma, propiciar o serviço da fiscalização de maneira mais tranquila, torna as abordagens mais rápidas, práticas e seguras”, comenta o agente fiscal, eng. Sanitarista, Augusto dos Santos.

Fiscais do CREA cumprindo agenda de fiscalização nas montagens das estruturas do Carnaval 2023

A ausência de registro das empresas, de Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) e de profissional legalmente habilitado, foram as principais irregularidades encontradas neste ano durante a fiscalização do Crea em todo o estado.

“Estamos investindo nas ações de combate ao exercício ilegal das atividades técnicas, que coloca pessoas e patrimônios em risco”, comenda a presidente do CREA-PA, Eng. Civil Adriana Falconeri.

Presidente, eng. civil Adriana Falconeri participa de ação de fiscalização nas obras do Novo Mangueirão

Como denunciar obra/serviço irregular?

O Crea-PA disponibiliza em seu site um espaço para que a sociedade denuncie qualquer tipo de obra/serviço que não possua responsável técnico, ou qualquer empresa que atue na área tecnológica e não possua registro no Conselho, e responsável técnico para cada área abrangida por seu objetivo social.

Para realizar uma denúncia de situação irregular, basta preencher o formulário que está à disposição no site. Após o cadastro das informações e o envio de dados da obra/serviço denunciado, um número de protocolo será gerado. Com este código, você pode conferir o andamento da sua denúncia.